Bom Dia, hoje é dia 22 de Outubro de 2017 - Bagé / RS E-mail: imoveis@cadora.com.br
   
Tipo:
Finalidade:
Cidade:
Código:  
» Notícias  
17/09/2015
Financiamento
Caixa adota restrição adicional para financiamento imobiliário
 

A Caixa Econômica Federal fará uma restrição adicional para financiamento imobiliário, diante da prolongada sangria dos recursos da caderneta de poupança.

A partir do dia 17, quem tem contrato de financiamento na Caixa com recursos da poupança, através do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), não poderá mais tomar outro crédito dessa linha, informou o banco federal em nota nesta quarta-feira.

“Essas operações representam apenas 2,4% da quantidade de financiamentos concedidos pelo banco”, informou a Caixa em nota.

O banco federal destacou ainda que o foco da instituição em 2015 são imóveis novos, com destaque para a habitação popular, operações do Minha Casa Minha Vida e recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo a Caixa, essas operações “de habitação popular não tiveram nenhuma alteração”.

Maior concessora de empréstimos para compra da casa própria no país, com cerca de dois terços do mercado, a Caixa vem tomando desde o começo do ano sucessivas medidas para restringir o acesso ao financiamento imobiliário.

Neste ano, o banco já elevou duas vezes o preço cobrado dos empréstimos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), além de reduzir, de 90% para 80%, a cota máxima de financiamento do imóvel no Sistema de Amortização Constante (SAC) e 50% pela tabela Price.


Segundo o Banco Central, os resgates da poupança superaram os depósitos em junho pelo sexto mês consecutivo, levando a saída líquida no primeiro semestre a R$ 36,15 bilhões.Um dos motivos desse movimento é o aumento da taxa básica de juros Selic, que tem provocado migração de recursos da poupança para alternativas mais rentáveis, como títulos públicos.

Dados preliminares do BC de julho mostram que os resgates líquidos no mês passado até dia 30 somaram R$ 5,53 bilhões, com a saída total em 2015 superando R$ 40 bilhões.

O crédito imobiliário financiado com recursos da poupança era de R$ 104,4 bilhões em junho, o menor desde pelo menos 2003. No primeiro semestre, os desembolsos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) caíram 16%, segundo a Abecip, entidade que representa os financiadores do setor.

Enquanto a Caixa desacelera no crédito imobiliário, rivais como Banco do Brasil e Itaú Unibanco têm ampliado os desembolsos para habitação, buscando se concentrar em segmentos de crédito tidos como de menor risco num momento de economia em retração.

Na terça-feira, o Itaú anunciou que o crédito imobiliário e o consignado foram os únicos a crescerem no segundo trimestre ante os primeiros três meses de 2015.

Já o BB anunciou há duas semanas uma linha de crédito de R$ 1 bilhão para o setor imobiliário, oferecendo financiar até 90% de imóveis avaliados em até R$ 400 mil.

IMPACTO

Profissionais do mercado imobiliário tiveram reações distintas ao anúncio da medida. Para o vice-presidente de habitação popular do SindusCon-SP, Ronaldo Cury, o impacto da restrição será pequeno.


Já a fundadora da Akamines Negócios Imobiliários, Daniele Akamine, tanto potenciais mutuários como construtoras serão bastante prejudicados, especialmente na comercialização de imóveis na planta.— Na prática não muda muita coisa. É muito baixo o percentual de quem consegue comprar dois imóveis — disse.

— O prazo médio entre a compra de um imóvel na planta e o início do contrato de financiamento com o banco é de dois anos — disse ela. — Quem já estava nesse processo agora é surpreendido e terá que buscar financiamento em outros bancos, que normalmente cobram taxas de juros maiores.

 
 
Fonte: O Globo
Outras Notícias
12
08
CRISE ECONÔMICA CRIA UM BOM MOMENTO PARA COMPRAR IMÓVEIS
[+] saiba mais
13
08
MUITOS SÃO OS DIFERENCIAIS DA CADORA CORRETORA DE IMÓVEIS
[+] saiba mais
21
11
Cadora tem plantão de vendas no residencial Villa Nueva
[+] saiba mais
31
03
Caixa aumenta os juros do financiamento imobiliário
[+] saiba mais
26
07
Caixa realoca recursos e tem R$ 3,8 Bilhões do FGTS pela linha Pró-Cotista
[+] saiba mais
 
Voltar
Apartamento
Casa
Comercial
Terreno
Sítio
Prédio
Área Rural
Loteamento
Empreendimento
Apartamento
Casa
Comercial
Terreno
Notícias
Links Úteis
Parceiros
 Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
8066 Informe o
código ao lado:
 
Sobre  |  Pesquisa Completa  |  Cadastre seu Imóvel  |  Notícias  |  Links Úteis  |  Parceiros  |  Fale Conosco
(53)3311-1590 /(53)99909-1590
    CADORA  Corretora de Imóveis
           Rua Pinheiro Machado, 1424
Getúlio Vargas- Bagé– RS CEP 96412-660
(53)3311-1590  (53)99909-1590 (WhatsApp)
             imoveis@cadora.com.br
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias